10/31/2006

Talvez

Pois é, talvez eu venha adiar mais uma vez os planos da gravides, é que meu casamento está passando por uma fase dificil desde de quando nos mudamos p/ casa da minha sogra, desde então o Vi vive dizendo que sou chata e encrenqueira, já estou até me apelidando.... Não tem sido facil mas eu tenho me mantido lá, pois na verdade o amo muito, mas fico esperando algo mudar e nada acontece...Estou muito triste, isto é td que posso dizer, parece que nada que faço é suficiente e td que faço p/ ele é provocação... estou me cansando e conversar não tem adiantado, pelo contrario tem piorado as coisas....

O FILHO QUE EU QUERO TER


" É comum a gente sonhar, eu sei, quando vem o entardecer
Pois eu tambem dei de sonhar um sonho lindo de morrer
Vejo um berço e nele eu me debruçar com o pranto a me correr
E assim chorando acalentar o filho que eu quero ter
dorme, meu pequenino,dorme que a noite ja vem
Teu pai esta muito sozinho de tanto amor que ele tem
De repente eu vejo se transformar num menino igual a mim
Que vem correndo me beijar quando eu chegar la de onde eu vim
Um menino sempre a me perguntar um porque que não tem fim
Um filho a quem so queira bem e a quem so diga que sim
Dorme menino levado, dorme que a vida ja vem
Teu pai esta muito cansado de tanta dor que ele tem
Quando a vida enfim me quiser levar palo tanto que me deu
Sentir-lhe a barba me roçar no derrandeiro beijo seu
E ao sentir tambem sua mao vedar meu olhar dos olhos seus
ouvi-lhe a voz a me embalar num acalanto de adeus
Dorme meu pai sem cuidado, dorme que ao entardecer
Teu filho sonha acordado com o filho que ele quer ter
( musica de Tom Jobim)

2 comments:

Mamãe Cintia said...

Oi miga!
As coisas andam carregadas por ái também, hein?!?!
Força e não desista do seu amor, casais sempre passam dias difíceis, desde que o mundo é mundo.
Beijos

kalita said...

Paulinha!!!
Eu tb já passei por tudo isso que vc passou...tinha dias que eu queria matar minha sogra de tanta raiva...e meu marido tb por nao sair das asas da mãe,e tudo só melhoror quando eu passei a olhar as coisas com a razão...tentei relevar muitas das coisas que ela dizia e fazia, más nunca me rebaixava e deixava que ela se intrometesse...eu só procurava nao me irritar com ela mais e conversava muito com meu marido...com o tempo nos duas entramos em harmonia e hoje convivemos super bem..ja nao moro mais com ela,mas enquanto eu morava lá eu procurei por uma saida que satisfizesse a todos...mas voce vai ter q contar com a ajuda e compreensao do seu marido...ele tem que te entender e tentar nao ficar tanto do lado mae e nem contra ela entende?tem q procurar o equilibrio...tenha muita força querida e fé que essa fase vai passar...Deus os abençoe